[FP] Kelly Lee Carter

[FP] Kelly Lee Carter

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Kelly Lee Carter

Mensagem por Kelly Lee Carter em Qui Mar 12, 2015 10:01 pm



KELLY LEE CARTER

18 anos | ALA 2 | Transmorfismo Animal | Demi Lovato


Explosão:

O dia parecia normal como todos os outros. Kelly após ter reprovado no ano passado, passada estava a garota da cabeça, por ter de concluir novamente o ano perdido. Seus olhos reviraram ao entrar novamente no colégio. Mais um dia a esperaria...

O professor de Biologia tinha falado durantes as duas últimas horas que se passavam. Kelly anotava as informações mais importantes. Ouviu desde cantadas de rapazes, a bate-papos chatos de algumas patricinhas em sua turma, algo que fazia parte de sua rotina. Não esperou mais pelo recreio, a jovem Carter colocava os phones nos ouvidos apreciando as músicas mais recentes do séc. XXI
O que se seguiria iria mudar o rumo de seu destino... Para sempre.

Tudo começou com um forte barulho de fundo seguindo de um solo a estremecer com o impacto. Kelly ergueu os olhos observando o resto de seus colegas se erguerem em pânico sem saber o que fazer. Ao retirar os phones, impediu que o som abafado esconde-se as dúvidas que os vários alunos daquela sala se faziam uns aos outros. Atrapalhado, o professor tentava acalmar o aparato, dando indicações de segurança que aparentemente não eram escutadas pelos demais.
Outro estrondo enorme se sucedeu, seguido de outro e de outro. A paciência foi esgotada e a escola estremecia por completo com as grandes explosões. O coração de Kelly bombeou adrenalina assim que observou os seus colegas dando fuga abruptamente pela porta. O professor desmaiou com as repentinas reações, ironia do destino visto a situação que rondava a localidade.
A garota não esperou mais para se erguer e correr em direção á saída da sala... Mas algo não estava planeado. Kelly tropeçava repentinamente numa perna de uma cadeira ali perto, impacto o suficiente para fazer seu esbelto corpo embater no chão. Sua anca e coxa direita, latejavam de dor e um pequeno suspiro de dor foi ouvido dificilmente pela garota. Os estrondos não paravam e cada vez pareciam mais perto. Os gritos de pânico e desespero, eram ouvidos ao longe. A poeira dominava o local e para piorar, uma espessa névoa de cor negra começava a invadir a sala. Muito lentamente, Kelly se ergueu tapando a boca e nariz com seu braço. Em poucos segundos a nuvem impedia a garota de ver algo á frente. Ziguezagueando, embateu contra a parede e quizá contra uma mesa. A estranha substância já explorava os pulmões da garota, onde por consequencia tossia e tossia tentando achar um meio de sair dali.

E quando parecia que já não havia esperanças, a mão já fraquejada de Kelly encontrou a porta por onde conseguiu fugir. Cocheando, a garota olhava em redor vendo dificilmente o colégio destroçado por completo. Um pequeno alivio foi sentido quando empurrou a porta de saída, a claridade encadiou sua visão, que por momentos impedirem a moça de ver o que quer que fosse. Mas o silêncio que se fizera após, fundido com um forte cheiro a corpos queimados demonstravam a carnificina que tinha sido feita... Um mistério, muitas questões.


A Captura

Os Sóis passavam e com eles arrastavam as Luas. As horas pareciam querer correr para apanhar algum comboio. Dois dias se haviam passado segundo a memória ainda traumatizada de Kelly. Devia ser a 12ª vez que olharia para o céu tentando no minimo contemplar o lindo Sol por detrás daquele manto escuro e espesso de nuvens e poeiras. Alguns corpos espalhados de forma irregular pelos vários destroços, partiam o coração da morena que vagueava sozinha.

Uma brisa elevou seus cabelos e num instinto, a garota olhou em frente vendo uma silhueta feminina que andava elegantemente sobre uns sapatos de tacão alto. Seu rosto ia se desvendando ao começar a desvendar seu esbelto corpo fora das sombras, mas ao mesmo tempo a visão da Carter tornava-se turva e embaciada. Um misto de cores formavam apenas um vacuo negro que faria o corpo da garota perder as forças até perder os sentidos num sono verdadeiramente profundo. O destino da pobre rapariga estaria nas mãos do desconhecido que poderia  vir a ser seu maior inimigo... Ou talvez não.

LUPA K. DONOVAN




Kelly Lee Carter
"I've given up on giving up."
thanks to Larissa
Player :
Nenhuma

Ala :
Nenhuma

Idade :
Nenhuma

Frase :
here you have no choise, no peace and no hope

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum