[p/p] Aylena Chamberlain

[p/p] Aylena Chamberlain

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[p/p] Aylena Chamberlain

Mensagem por Aylena Chamberlain em Qui Ago 17, 2017 11:02 pm



18 anos
Australiana
Bissexual
Pacientes
Lena
Troian Bellisario
Aylena Chamberlain

personalidade

Lena sempre fora uma garota tímida e amável, foi uma criança solitária apesar da irmã gêmea Emmaline que era seu extremo oposto, a garotinha era extrovertida vivia feliz pulando pela casa, mas desde muito nova Lena sentia que nunca estava sozinha, quando o silêncio se abatia sobre ela as vozes em sua cabeça começavam a lhe sussurrar coisas horríveis. Aos 12 anos Lena sofreu uma perda que a jogou numa depressão profunda, sua amabilidade ainda estava ali mesmo sobre toda aquela crosta de desgraças, a garota passara a se automutilar aos 15 anos e aos 16 depois de finalmente ser diagnosticada com Esquizofrenia paranoide fora jogada no Mortiri, seus pais não suportavam mais olhar para ela e ver no rosto magro cheio de olheiras o sorriso moribundo de Emmaline.

história

Aylena e Emmaline nasceram sob o sol de peixes, no dia 20 de fevereiro de 1999, num cantinho qualquer em São Francisco, os pais da garota de origem Australiana mudaram-se para a América por uma oportunidade de emprego do pai, Lena e Emma eram extremo opostos, Emmaline tinha os cabelos uma nuance mais claros que os de Lena, seus cabelos emanavam um tom de castanho lembrando um chocolate derretido numa cascata, enquanto Aylena possuía cabelos escuros como mogno. A garota desde muito nova apresentava um comportamento estranho para sua idade, não gostava de conversar, embora quando o fizesse era amavel e tímida, Emma era adorada onde chegava e sempre as comparavam tratando Lena como um problema que poderia ser esquecido. Durante a noite a garota tinha pesadelos terríveis e acordava gritando e se debatendo na cama, as vozes em sua cabeça durante a noite se tornavam insuportáveis, as vozes lhe sussurravam que algo de muito ruim poderia acontecer... Assim Aylena se escondia cada vez mais e a irmã amada por todos se tornara sua pior carrasca, Emmaline invadia seu quarto para lhe jogar baldes de água fria e numa brincadeira estúpida a empurrara da escada a fazendo quebrar o braço esquerdo, onde sofreu uma fratura exposta e carrega consigo a cicatriz. Aos 10 anos o quarto de Aylena fora transferido para o sótão. Emmaline precisava de espaço e não conseguia se concentrar com os delírios de Aylena, a morena via sua vida se transformar num inferno e os pais aplaudiam as atitudes de Emma como se Lena fosse um cachorrinho ou uma simples boneca de trapos sem sentimentos. Aos 12 durante um dos vários surtos de Aylena, Emmaline invadiu o sótão no meio da meio e tentou calar Lena, a estapeando e batendo na irmã como pode, o que Emma não contava era que a irmã a empurraria pela pequena escada que a separa do resto da cabeça e Emmaline bateria com a cabeça no corrimão da escada, o grito da garota ecoou pela casa acordando os pais de ambas que quando chegaram lá encontraram Aylena agachada em posição fetal com as mãos na cabeça, um olhar vidrado e lágrimas molhando sua camisola enquanto sussurrava para as vozes se calarem. Ficou decidido que tudo não passara de um grande acidente, afinal já estavam fartos de ordenar a Emma que não fosse até o sótão, eles não esperavam que Aylena caísse em depressão, a garota outrora bela se via cada vez mais magra, sem fome, sem sono, não saía de casa e esperava que algo de melhor pudesse acontecer, os pais tomados de culpa a levavam a psicólogos e nada ajudava, aos 15 Aylena dera algum sinal de melhora na depressão mas começara a se automutilar, enquanto a navalha da gilete cortava em cima de sua cicatriz no braço esquerdo ela gargalhava e sussurrava para as vozes que desde aquela noite não a deixaram mais em paz, quando finalmente a junta psicológica chegou a um acordo sobre o que Aylena tinha seus pais já não suportavam mais olha-la naquele estado e começavam a culpa-la pela morte de Emma, sempre que ouvia o nome da irmã Aylena cravava mais fundo a gilete em sua pele... Assim os pais a jogaram em Mortiri ao saber que outro membro Chamberlain já estava por lá, nunca mais se soube notícias de seus pais e desde então Aylena está ali, se para o bem ou para o mal ninguém descobriu ainda.

avatar
Paciente
Paciente
Player :
Teffa

Ala :
Esquizofrênia

Idade :
23 anos

Frase :
Get along with the voices inside of my head...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [p/p] Aylena Chamberlain

Mensagem por Alana Eve M. Salazar em Sex Ago 18, 2017 11:01 pm

Ficha Aprovada!
---

Olá, Aylena! Sua história foi muito gostosa de ler e os erros que eu encontrei foram mínimos, como, por exemplo, repetição de palavras - que não é algo extraordinário, até eu faço isso. Nada que me fizesse te reprovar. O único adendo que lhe faço, é sobre o parágrafo único em que você fez sua narração... Muitas vezes, pode deixar a história cansativa por não ter períodos. Tente dividir em mais parágrafos.

Qualquer dúvida ou informação, me contate via MP!



avatar
Diretor
Diretor
Player :
Lat

Ala :
Diretoria

Idade :
23 anos

Frase :
The world was on fire and no one could save me but you. It's strange what desire will make foolish people do.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum