[FP] Alicia Cristynie

[FP] Alicia Cristynie

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Alicia Cristynie

Mensagem por Morgana Black em Sex Dez 05, 2014 1:11 pm



Alicia Cristynie

14 | ALA 2 | Eletrocinese | Mackenzie Foy



Parte 1: Explosão
Era um dia normal como todos os outros eu esta sozinha em casa, pois meus pais haviam saído a negócios e eles me disseram que eu deveria cuidar da casa e cuidasse também de meu gato e de meu cachorro e também para que nenhum ladrão roubasse nada de lá, eu estava em meu quarto e os animais estavam lá em baixo na sala foi quando eu ouvi o barulho da explosão e assim que olhei pela janela eu vi uma fumaça vindo na direção de minha casa e comecei a ficar desesperada pois os vizinhos estavam falando que essa fumaça era toxica foi então que tentei salvar  o meu cachorro e o meu gato, mas a fumaça já estava por toda a parte de baixo da casa assim matando meu cachorro e meu gato e eu tinha de achar uma saída, mas a única saída mais próxima era uma janela, mas eu iria morrer pois a janela era muito alta então a minha segunda opção e agora única saída era entrar na fumaça e achar a porta, eu não conseguia enxergar nada pois a fumaça estava muito densa então eu tive que ir me segurando na parede para achar a maçaneta da porta então assim que achei a mesma estava tranca então eu me lembrei que a chave estava em meu bolso então eu peguei a chave abri a porta e sai, mas eu estava quase sem folego  e em uma rua sem saída apenas com uma igreja a uns 3 quilômetros dali, foi então que um padre me avistou com seu binóculo e assim veio a meu encontro disse que lá na igreja era o único lugar seguro, ele então me pegou no colo e me levou até lá, onde todos o que moravam por perto que haviam sobrevivido estavam.
Parte 2: Capturado
Estava a dois dias refugiada, estava em um abrigo improvisado na igreja ali perto, mas parte da igreja havia sido destruída pela explosão. Eu estava senta em um dos bancos da igreja rezando para que meus pais estivessem vivos, foi quando uma mulher de terno preto se aproximou de minha e me disse que meus pais haviam morrido, eu então perguntei como ela sabia que meus pais haviam morrido se ela nem os conhecia, ela então me falou que havia encontrado eles a beira da morte e que eles haviam lhe pedido para me proteger e que era para eu os acompanhar, mas era tudo uma fraude, pois assim que saímos do alcance do padre eles me deram uma injeção e disseram que isso não iria me matar, mas iria me apagar por algumas horas até que esteja segura.


LUPA K. DONOVAN


avatar
Prisioneiro
Prisioneiro
Player :
Prisioneiros

Ala :
Tentativa de homicídio

Idade :
Nenhuma

Frase :
here you have no choise, no peace and no hope

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum